explicamos-lhe o que é e como funciona a MAGNETOTERAPIA

A magnetoterapia é o tratamento de patologias e lesões por meio da aplicação de campos magnéticos. Desde os anos 90 do século XX que esta técnica tem vindo a ser aplicada em hospitais, clínicas e centros desportivos como terapia complementar com resultados muito eficazes, através de dispositivos médicos que emitem campos electromagnéticos de alta e baixa frequência.

Estes campos magnéticos actuam como um regenerador celular que devolve ao corpo o equilíbrio, restituindo o sistema biológico alterado como consequência de traumatismos, infecções e outras patologias que fizeram com que as nossas células perdessem energia. Os campos magnéticos recarregam-nas, permitindo que o nosso organismo se defenda de forma natural com maior eficácia, aliviando a dor e acelerando os tempos de cura e recuperação.

Na sociedade actual, devemos compreender a magnetoterapia como uma opção que ajuda a prevenir e combater patologias e doenças e, acima de tudo, a deter a sua evolução. Trata-se de um grande passo da ciência recomendado por todas as pessoas que tiveram a oportunidade de experimentar os seus efeitos. São elas as que melhor podem avaliar esta antiquíssima terapia, que se transformou numa inovadora alternativa doméstica de reabilitação.

Agora Club Natura põe esta técnica ao alcance de qualquer pessoa graças a dispositivos de carácter doméstico que utilizam a tecnologia mais moderna para simplificar o seu uso e oferecer todas as comodidades. Desta forma, permitem tratar qualquer zona afectada, sem sair de casa, com resultados profissionais. Trata-se de uma terapia natural não invasiva nem incómoda que ajuda a combater a dor e as patologias, reduzindo o uso de medicamentos e os efeitos secundários, em sua própria casa.


uma resposta para cada pergunta

Em que consiste a técnica de magnetoterapia de Club Natura?
O sistema de magnetoterapia de Club Natura baseia-se na aplicação de campos magnéticos que regeneram as células afectadas por traumas, infecções ou patologias e contribuem para recuperar o equilíbrio de forma natural.
Desde quando se aplica a magnetoterapia?
A magnetoterapia foi aplicada por todos os povos e civilizações desde os tempos mais remotos, mas o seu uso generalizou-se a partir dos anos 90 do século XX, através de aparelhos médicos.
Onde se aplica?
São muitos os centros que oferecem tratamentos por meio de magnetoterapia: hospitais, centros de fisioterapia, clínicas de reabilitação, associações e clubes desportivos, consultórios médicos especializados...
Em que patologias e doenças é especialmente recomendada a magnetoterapia?
A magnetoterapia proporciona excelentes resultados no tratamento de doenças como artrites, artroses, reumatismos, osteoporose, no combate das dores articulares, de fracturas, contusões ou cefaleias, na reabilitação, em problemas de circulação e recuperação muscular por fadiga, cansaço ou stresse. De modo geral, mostra-se eficaz contra todo o tipo de patologias. Recomendamos-lhe que consulte o seu médico para analisar o seu caso particular.
Quem a pode utilizar?
Todas as pessoas e em qualquer idade: de desportistas – são muitos os desportistas de elite que a utilizam – a pessoas de idade ou mesmo crianças. A sua aplicação só não se recomenda em pessoas que utilizem pacemaker, visto que se poderá produzir uma descarga da bateria do mesmo, e, como prevenção, em grávidas, visto que nestes casos não existem estudos clínicos.


Foram realizados estudos sobre os seus resultados?
No Hospital Público de Manerbio (Itália), foram realizados estudos ao longo de 5 anos em perto de 7000 pessoas que sofriam de diferentes patologias, alcançando-se resultados positivos em mais de 90% dos casos.
Existem contra-indicações?
Apenas para grávidas ou para as pessoas que utilizem um pacemaker.
Que certificações apresenta?
A técnica de magnetoterapia de Club Natura cumpre com todos os padrões de qualidade, possui todos os certificados necessários emitidos pelas autoridades sanitárias competentes e cumpre com a normativa da União Europeia.
Pode provocar efeitos secundários nos pacientes?
Não, visto que se trata de uma técnica natural, não invasiva e completamente inócua, que não produz efeitos secundários.
Que utilidade tem em doenças crónicas como a artrose ou a osteoporose?
Embora as patologias crónicas não tenham cura, a aplicação de campos magnéticos nestes casos revela-se muito útil para aliviar a dor e diminuir os efeitos da doença, melhorando a qualidade de vida.
Como se aplica?
A magnetoterapia aplica-se através de um dispositivo médico que produz campos electromagnéticos de baixa e alta frequência, o qual pode ser aplicado ao nosso corpo com a utilização de diversos acessórios.
Pode aplicar-se por cima da roupa ou deve aplicar-se directamente sobre a pele?
Não só pode aplicar-se por cima da roupa como se pode aplicar sobre o gesso em casos de fractura, visto que os campos electromagnéticos atravessam o gesso chegando ao osso lesado.
Quanto tempo dura um tratamento?
A resposta do nosso corpo é diferente em cada pessoa e em cada patologia. Recomenda-se uma ou duas sessões por dia durante um período mínimo de 15 dias para começar a notar os resultados, mas podem aplicar-se tantas sessões quantas as desejadas. Em doenças crónicas, podemos aplicar o tratamento ininterruptamente.
E uma sessão?
As sessões têm uma duração aproximada de meia hora, dependendo de cada tratamento.
Pode ser prejudicial aplicar sessões de magnetoterapia de forma continuada?
Não, visto que se trata de uma terapia de tipo natural, totalmente inócua e sem efeitos secundários.
Pode interromper-se o tratamento?
Sim, pode interromper-se a qualquer momento, sem sofrer qualquer tipo de mal-estar físico ou psíquico.
É fácil de aplicar?
A sua aplicação é muito simples e qualquer pessoa pode utilizar esta técnica seguindo instruções básicas.
Podem realizar-se outras actividades enquanto se recebe o tratamento?
Sim, pode ver televisão, ler ou realizar qualquer actividade enquanto recebe o tratamento, desde que mantenha a posição recomendada. Pode mesmo receber o tratamento enquanto dorme, com os acessórios adequados.